Blog Toques & Dicas da eNT www.nadiatimm.com

Blog Toques & Dicas, seção da Revista Eletrônica Nádia Timm - eNT

30.6.05

Programação do Museu de Arte de Ribeirão Preto

Programação julho / 2005

Dia 01/07 – AMANHÃ
Exposições Individuais Simultâneas
Piso Superior / Mostra dos Artistas de Ribeirão Preto – Leonardo Rodrigues (Artista selecionado na Mostra dos Artistas de Ribeirão Preto em 2004 e recebeu o Prêmio Exposição no MARP em 2005), Eurico Rezende, Paló e Silvia Velludo (Artistas convidados / Curadoria Nilton Campos).
Piso Térreo – Osvaldo Carvalho (Niterói-RJ). Artista selecionado no Programa Exposições 2005. Comissão de Seleção: Albano Afonso, Fernando Oliva e Nilton Campos.
No MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi, coquetel de abertura às 20:30 horas. Rua Barão do Amazonas, 323, Ribeirão Preto-SP. Visitação de terça a sexta-feira, das 09:00 às 18:00 horas; sábados, domingos e feriados, das 12:00 às 18:00 horas. Permanência até 21/07/05. Informações (16) 635 2421.

Dia 02/07
Bate-papo no MARP – Tradicionalmente o MARP faz um bate-papo na manhã seguinte à abertura de exposição. Presença dos artistas participantes da exposição do MARP.
No MARP, às 10:00 horas. Evento gratuito, aberto a interessados.
Informações (16) 635 2421.

Dia 05/07
Grupo de Estudos – Pauta: Apresentação do filme: “Um Amor Quase Perfeito” (direção Ferzan Ozpetek). (*)
No MARP, às 19:00 horas. Evento gratuito, aberto a interessados. Informações (16) 635 2421.

Dias 08, 09 e 10/07
Exposição Tomie Ohtake – Exposição sobre a artista Tomie Ohtake (1913 - Kyoto / Japão, naturalizada brasileira em 1940), resultante do trabalho de pesquisa de Adriana Guimarães, Alex Wagner Dias e Nilton Campos, do I Curso de Difusão em Arquivos e Museus, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.
Evento do 12° Festival Tanabata / Ribeirão Preto 2005.
Na Casa da Cultura. Praça Alto do São Bento, s/ n°, Ribeirão Preto-SP.
Visitação: dia 08, das 19:00 às 23:00 horas; dias 09 e 10, das 10:00 às 23:00 horas. Informações no MARP (16) 635 2421. Programação completa do 12° Festival Tanabata: www.ribeiraopreto.sp.gov.br

Dia 12/07
Grupo de Estudos – Pauta: Apresentação do filme: “Corra, Lola, Corra” (direção Tom Tykwer). (*)
No MARP, às 19:00 horas. Evento gratuito, aberto a interessados. Informações (16) 635 2421.

Dia 14/07
Mostra dos Artistas de Ribeirão Preto – Adriana Palma Franco do Amaral, Célia Soares, Francisco Nather, Ithamar Vugman, Juliana Cassab, Maria Antônia Brigato, Mariah Guazzelli e Quico Soares.
Artistas selecionados no Programa Exposições 2005 / Comissão de Seleção: Albano Afonso, Fernando Oliva e Nilton Campos.
Na Casa da Cultura, coquetel de abertura às 20:30 horas. Praça Alto do São Bento, s/ n°, Ribeirão Preto-SP. Visitação de terça a sexta-feira, das 09:00 às 18:00 horas; sábados, domingos e feriados, das 12:00 às 18:00 horas. Permanência até 05/08/05. Informações no MARP (16) 635 2421.

Dia 19/07
Grupo de Estudos – Pauta: Apresentação do filme: “Maus Hábitos” (direção Pedro Almodóvar). (*)
No MARP, às 19:00 horas. Evento gratuito, aberto a interessados. Informações (16) 635 2421.

Dia 26/07
Grupo de Estudos – Pauta: Apresentação do filme: “Festim Diabólico” (direção Alfred Hitchcock). (*)
No MARP, às 19:00 horas. Evento gratuito, aberto a interessados. Informações (16) 635 2421.

Até dia 21/07
Projeto Parede – Rick Castro (São Paulo-SP). Artista selecionado no Programa Exposições 2005. Comissão de Seleção: Albano Afonso, Fernando Oliva e Nilton Campos.
No Hall de acesso do MARP. Rua Barão do Amazonas, 323, Ribeirão Preto-SP. Visitação de terça a sexta-feira, das 09:00 às 18:00 horas; sábados, domingos e feriados, das 12:00 às 18:00 horas.
Artistas interessados em participar do Projeto Parede, deverão encaminhar projetos ao MARP / Curadoria Nilton Campos. Informações (16) 635 2421.

Até dia 05/08
Exposição Não há nada superior ao sopro das sílabas – Benjamin Abras, Denilson Rugsvann, Isabela Goulart, Marcos Palmeira e Sebastião Miguel. Grupo de Belo Horizonte-MG, selecionado no Programa Exposições 2005 / Comissão de Seleção: Albano Afonso, Fernando Oliva e Nilton Campos. Programação do Projeto Ribeirão Preto 149 / 150 anos.
No MARP – Unidade Centro de Convenções Ribeirão Preto. Rua Bernardino de Campos, 999, Ribeirão Preto-SP. Visitação de segunda a sexta-feira, das 08:30 às 18:00 horas. Informações no MARP (16) 635 2421.

Até dia 05/08
Exposição Panorâmicas / Ribeirão Preto – Keila Marques (Ribeirão Preto-SP). Fotógrafa convidada. Curadoria Nilton Campos. Programação do Projeto Ribeirão Preto 149 / 150 anos.
No MIS – Mezanino Casa da Cultura. Praça Alto do São Bento, s/ n°, Ribeirão Preto-SP. Visitação de terça a sexta-feira, das 09:00 às 18:00 horas; sábados, domingos e feriados, das 12:00 às 18:00 horas. Informações no MIS (16) 636 1206 / MARP (16) 635 2421.

Biblioteca Leopoldo Lima / MARP
Localizada no piso térreo do MARP, aberta de terça a sexta-feira, das 9:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 18:00 horas. Informações (16) 635 2421.

(*) Grupo de Estudos – Nos encontros semanais, sempre às terças-feiras, após apresentação de vídeo, leitura de textos ou análise de produções artísticas, se segue um debate priorizando temas cotidianos e assuntos pertinentes à arte contemporânea. Mediação Nilton Campos (Coordenador de Artes Visuais da Secretaria Municipal da Cultura e do MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto).


--------------------------------------------------------------------------------

Destaques / INSCRIÇÕES

Até dia 12/07
Inscrições para o 30° SARP – Abertas até o dia 12/07 as inscrições para o 30° SARP - Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional-Contemporâneo, a realizar-se de 12/08 a 18/09/05, no MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi. As inscrições poderão ser feitas pessoalmente no MARP, Rua Barão do Amazonas, 323, Cep. 14010-120, Ribeirão Preto-SP, de terça a sexta-feira das 09:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 18:00 horas e também via correio (Sedex) atentando para data final de postagem – dia 12/07/05. Informações (16) 635 2421.

Até dia 22/07
Inscrições para o XIV SABBART – Abertas até o dia 22/07 as inscrições para o XIV SABBART - Salão Brasileiro de Belas Artes de Ribeirão Preto / Acadêmico, a realizar-se de 14/10 a 10/11, na Casa da Cultura. As inscrições poderão ser feitas pessoalmente no MARP, Rua Barão do Amazonas, 323, Cep. 14010-120, Ribeirão Preto-SP, de terça a sexta-feira das 09:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 18:00 horas e também via correio (Sedex) atentando para data final de postagem – dia 22/07/05. Informações (16) 635 2421.


--------------------------------------------------------------------------------

Realização:
Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto
Secretaria Municipal da Cultura
Coordenadoria de Artes Visuais
MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto

Parceiros:
Centro de Convenções Ribeirão Preto
MIS - Museu da Imagem e do Som de Ribeirão Preto

Apoio
AAMARP - Associação de Amigos do MARP

28.6.05

Encontro no RS debaterá crise e democracia no continente

Congresso Latino-americano de Sociologia debate, em Porto Alegre, a crise social e política da região, reunindo nomes como Adolfo Sanchez Vasquez, Atílio Borón, Emir Sader, Ana Esther Ceseña, Marco Aurélio Garcia e Raul Zibechi.




Porto Alegre sediará, de 22 a 26 de agosto, o XXV ALAS – Congresso da Associação Latinoamericana de Sociologia, que terá como tema central “Desenvolvimento, Crise e Democracia na América Latina: participação, movimentos sociais e teoria sociológica”.

O texto convocatório do encontro, que será realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) observa que os congressos da ALAS realizados na última década (em São Paulo, Concepción, Guatemala e Arequipa) examinaram as distintas faces do desenvolvimento dos modelos e processos de reestruturação das sociedades latinoamericanas, iniciados nas décadas precedentes, com a chamada era de globalização e auge do capitalismo neoliberal.

“Assistimos, como conseqüência desse processo, a precarização do trabalho, a pobreza generalizada e a exclusão social, a deterioração do meio ambiente e o estancamento dos processos democratizadores nos países latinoamericanos”, afirma o documento.

Os sociólogos pretendem debater como esse processo, agravado por um severo enfraquecimento e deslegitimação das concepções e políticas neoliberais, em função dos fracassos resultantes de sua implementação nos país da região, gerou dramáticas situações de crise social, fragilizando ainda mais os débeis sistemas democráticos do continente.

Também querem avaliar como surgiram novos atores sociais no contexto dessas crises, como os movimentos de camponeses, trabalhadores sem terra, organizações não-governamentais e outras entidades organizadas da sociedade civil, que passaram a construir agendas alternativas de desenvolvimento econômico e social.

Outro objetivo do encontro é refletir sobre novas possibilidades de desenvolvimento na América Latina. “Nosso papel crítico, nossas investigações e as exigências de construir uma teoria sociológica crítica do novo tempo da América Latina cobram uma vez mais toda sua força e vigência, de maneira que uma criativa imaginação sociológica venha a plasmar-se no próximo congresso da ALAS”, afirma o texto dos organizadores.

Diante das novas perspectivas políticas, econômicas e sociais que se abrem neste começo do século XXI para os povos latinoamericanos, os sociólogos querem pensar mudanças das coordenadas políticas, sociais, econômicas e culturais no continente. “Mudanças com perspectivas de sustentabilidade, eqüidade e justiça social para o futuro dos povos latinoamericanos”.

Sete grandes conferências

Estão programadas sete grandes conferências, que ocorrerão no Salão de Atos da UFRGS:

22 de Agosto, 20h
Adolfo Sanchez Vasquez (México)
”A Violência política e a moral”

23 de Agosto, 12h
Miguel Murmis (Argentina)
”Marxismo e Investigação Agrária: reflexões a partir dos clássicos e de casos argentinos

23 de agosto, 18h
Manuel Garreton (Chile)
“Crises e possibilidades da democracia na América Latina”

24 de Agosto, 12h
Atilio A. Boron (CLACSO)
“Ciências Sociais e Pensamento Crítico na América Latina e Caribe”

24 de Agosto, 18h
Susy Castor (Haiti)
“Haiti: dilemas e possibilidades da democracia no Caribe”

25 de agosto, 12h
Sérgio Adorno (Brasil)
”Desafios teóricos contemporâneos da Sociologia latinoamericana”

26 de agosto, 12h
Edelberto Torres-Rivas (Guatemala)
Perspectivas sociológicas a partir da História da América Central”

Mesas redondas

Serão realizadas 24 mesas redondas, sobre os seguintes temas:

América Latina e China – a contribuição da sociologia para a construção de laços entre duas civilizações;
Perspectivas da sociologia latinoamericana;
Políticas trabalhistas com enfoque de gênero;
A crise contemporânea das cidades na América Latina;
Protestos, ações coletivas e movimentos sociais;
Transformações do mundo do trabalho na Europa e na América Latina;
Sociologia da atividade econômica privada e pública: estratégias, responsabilidade social e economia solidária;
Agenda social dos governos democráticos na América Latina;
O trabalho e a precarização na América Latina;
Os tempos difíceis da família e da juventude;
A Universidade e o futuro da América Latina;
Violência e Segurança Cidadã;
Democracia participativa e esfera pública local;
Transformações sócio-econômicas, diversidade cultural e novas territorialidades no sistema do Chaco-Pantanal;
Sociologia da multiculturalidade: movimentos de povos indígenas, afro-descendentes e culturas mestiças mundializadas;
Concertação social e governabilidade;
Brasil e América Hispânica frente à crise globalizada;
Globalização, dependência e os desafios da integração político-econômica da América Latina;
Pobreza e Políticas sociais na América Latina;
Produção e difusão de conhecimentos e políticas para o desenvolvimento das Ciências Sociais;
Políticas de defesa nacional, forças armadas e integração da América Latina;
Trabalho, produção de pobreza e desigualdade na América Latina e Caribe;
A sociologia latinoamericana, história e desafios;
A nova realidade e o desenvolvimento social na América Latina.

Além das conferências e mesas redondas também ocorrerão fóruns temáticos, que serão espaços de amplos debates e intercâmbios no interior do congresso.

26.6.05

Prêmio Cempre + Design - Resíduo

Estão abertas, até 26 de agosto de 2005, as inscrições para o Prêmio Cempre + Design - Resíduo, que selecionará trabalhos que apresentem soluções criativas para a reutilização de resíduos sólidos industriais e resíduos sólidos pós-consumo, agregando valor aos materiais reciclados e promovendo o desenvolvimento sustentável.

O Prêmio vai selecionar peças de design nas áreas de mobiliário, iluminação, objetos, design têxtil, produtos eletro-eletrônicos, equipamentos, embalagem, jóias, etc.

Serão premiadas as categorias Profissional (R$ 5.000,00 e 2.500,00 para os dois melhores projetos, respectivamente) e Estudante (R$ 1.500,00 e 1.000,00 para os dois melhores projetos, respectivamente).

Fazem parte da Comissão de Seleção do Prêmio os designers Marili Brandão e Christian Ullmann, representantes do CEMPRE e profissionais com experiência em meio ambiente e sustentabilidade. A comissão avaliará os trabalhos inscritos valorizando o caráter inovador e possibilidade de produção em série dos produtos.

A participação do Prêmio é aberta a profissionais e estudantes de design de todo o Brasil. O regulamento completo e ficha de inscrição estão disponíveis no site do Cempre: www.cempre.org.br

Para informações adicionais enviar e-mail para maisdesignmenosresiduo@uol.com.br
- O Prêmio Cempre + Design - Resíduo, tem por objetivo incentivar a geração de soluções criativas de design para a reutilização de resíduos sólidos industriais e resíduos sólidos pós-consumo, agregando valor aos materiais recicláveis e promovendo o desenvolvimento sustentável .

- O Prêmio Cempre + Design - Resíduo, é uma promoção do Compromisso Empresarial para a Reciclagem (Cempre) em parceria com o Instituto Design & Natureza, que tem por missão promover modos de vida sustentáveis e colaborar na solução de problemas ambientais e sociais através do design.

23.6.05

Fundo Brasil de Direitos Humanos

Um novo fundo de financiamento de organizações voltadas para a promoção e proteção de direitos humanos no Brasil será lançado em breve. Com dotação inicial de US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 7,5 milhões), recursos vindos da Fundação Ford, o Fundo Brasil Direitos Humanos apoiará pequenas organizações não-governamentais e profissionais que desenvolvam trabalhos ligados ao tema.

A nova entidade será formada juridicamente como fundação até outubro e deve ser oficialmente lançada em dezembro. Algumas linhas gerais, entretanto, já foram traçadas. Os financiamentos terão como objetivo promover a sustentabilidade de instituições e financiar trabalhos que estejam ligados aos direitos humanos. O volume máximo de repasses será de aproximadamente US$ 20 mil. Por ano, devem ser doados entre US$ 300 mil e US$ 400 mil.

“Definimos esse perfil pois entendemos que as pequenas organizações são as que mais têm dificuldade de obter recursos. Muitas acabam dependentes de repasses do governo, e isso pode pôr em risco o trabalho delas”, explica Oscar Vilhena, diretor da Conectas Direitos Humanos e membro do conselho do novo fundo. Em relação aos profissionais, Vilhena afirma que serão beneficiados aqueles que apresentarem propostas de trabalho e não tenham como se sustentar para executá-las. O exemplo dado foi o de um fotógrafo que queira registrar situações de desrespeito aos direitos humanos e precise deixar seu emprego para levar a idéia adiante.

Ainda segundo Vilhena, o processo de seleção não será rígido. Não serão marcadas datas. As propostas que chegarem serão avaliadas por uma equipe de consultores, já que a idéia é manter uma estrutura interna bastante enxuta. “Nossa seleção será desburocratizada, pois queremos velocidade e qualidade”, diz. As escolhas serão feitas ao longo do ano que vem.

A expectativa é que o fundo cresça com doações de empresas e outras fundações. Em dez anos, pretende-se acumular cerca de US$ 20 milhões.

O Fundo Brasil de Direitos Humanos não terá vínculo com a Fundação Ford, que apenas fez a doação inicial para que ele caminhe sozinho.

De acordo com Vilhena, o fundo vai anunciar publicamente quando começar a selecionar projetos.

Marcelo Medeiros

20.6.05

PRÊMIO JABUTI , Jurados iniciam avaliação

Mais de 2,3 mil títulos estão concorrendo à maior premiação da história do Jabuti; finalistas serão conhecidos no dia 4 de agosto

Os jurados das 17 categorias do Prêmio Jabuti já estão analisando as 2.310 obras inscritas na 47ª edição do mais tradicional e prestigiado prêmio literário/editorial do país. O vencedor de cada categoria receberá R$ 1,5 mil e os dois ganhadores do Livro do Ano (Ficção e Não-Ficção) serão contemplados com R$ 30 mil cada. Será a maior premiação da história do Jabuti.


As categorias com o maior número de inscritos neste ano são "Capa", "Infantil", "Projeto Editorial", "Ciências Humanas", "Ilustração", "Romance", "Contos e Crônicas" e "Poesia". Nessa primeira fase, os jurados elegerão os 10 melhores livros de cada categoria, atribuindo-lhe notas de acordo com critérios técnicos estabelecidos no "Guia de Orientação aos Jurados". O júri é composto por especialistas em literatura, produção gráfica, ilustração, jornalistas e pesquisadores, entre outros.


Os votos serão abertos e apurados em sessão aberta ao público e à imprensa, no dia 4 de agosto, na sede da Câmara Brasileira do Livro, em São Paulo, entidade que organiza o prêmio. Os resultados serão divulgados no mesmo dia no site da entidade (www.cbl.org.br).


Depois, os finalistas passarão por nova avaliação que apontará os três primeiros colocados. A segunda sessão de apuração, também aberta, está marcada para o dia 30 de agosto. O vencedor de cada categoria receberá R$ 1,5 mil.


A entrega dos troféus aos três primeiros colocados acontecerá em cerimônia no dia 20 de setembro no Memorial da América Latina, em São Paulo. Na mesma oportunidade, serão revelados os ganhadores do Livro do Ano Ficcão e Não-Ficção, eleitos pelos profissionais do mercado editorial e livreiro. Os ganhadores do ano passado foram "Budapeste", de Chico Buarque, e "Abusado", de Caco Barcellos.

17.6.05

Hinos brasileiro e japonês na voz de Marina Elali


Marina Elali irá interpretar os hinos brasileiro e japonês na abertura das comemorações do Centenário da Imigração Japonesa




Na próxima segunda-feira, 20 de junho, acontece a abertura das comemorações ao Centenário da Imigração Japonesa no Villa Noah Embratel, em São Paulo.

Neste encontro, entre o Ocidente e o Oriente, na união da caipirinha ao saquê, do pop e da bossa nova à tanabata, Marina Elali subirá ao palco para cantar algumas músicas de seu primeiro CD e interpretar os hinos nacionais brasileiro e japonês. Enquanto isso, um jantar será servido à moda brasileira e japonesa, mesclando além da culinária, a cultura e a arte desses dois povos.

“Para mim é uma grande emoção e prazer cantar a maior expressão de patriotismo de uma nação, que é o hino nacional, e nesta noite terei a responsabilidade e o orgulho de abraçar dois países”, revela Marina Elali.

Marina Elali lançará seu primeiro CD nos próximos meses. Acaba de gravar o videoclipe da música de trabalho, Mulheres Gostam e é a voz da trilha sonora de Sol (Déborah Seco) e Tião (Murilo Benício) na novela América, da Rede Globo.



Abertura das comemorações ao Centenário da Imigração Japonesa

Data: 20 de junho de 2005

Horário: 20 horas

Local: Espaço de Eventos Villa Noah Embratel

Rua Castro Verde, 266

São Paulo/SP

15.6.05

1 º Festcine, Festival de Cinema Brasileiro de Goiânia

O 1º Festcine, Festival de Cinema Brasileiro de Goiânia, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, será lançado pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende, dia 22 de junho, às 18h, no Paço Municipal.

Serão conferidos Prêmio João Bênnio e troféu Goiânia, no montante de 168 mil reais, para melhores longa-metragem ficção, documentário, curta goiano, vídeo universitário e prêmios estímulos.Também haverá prêmiação para cinco roteiros de curtas, com 30 mil reais cada, para serem produzidos em Goiânia e apresentados na mostra do festival.

A solenidade de lançamento será prestigiada por personalidades do circuito nacional de cinema. Entre os convidados, confirmaram presença Fernando Adolfo, diretor do Pólo de Cinema de Brasília, coordenador-geral do Festival de Cinema de Brasília e diretor do Fórum dos Festivais, o cineasta Carlos del Pino, diretor do filme "Santa Dica do Sertão ou República dos Anjos", Aluízio Abranches, diretor de "Um Copo de Cólera" e "As Três Marias", o cineasta André Klotzel , diretor de "A Marvada Carne", "Brás Cubas" e "Capitalismo Selvagem", o ator Stepan Nercessian, presidente do Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro.

Durante o evento, haverá apresentação do Troféu Goiânia criado por Siron Franco, distribuição do regulamento e da programação, além do lançamento do site e do edital de curtas que premiará os cinco roteiros de ficção.

O 1º Festcine será realizado no período de 4 à 10 de novembro de 2005 e consistirá em Mostra Competitiva de Longas 35mm ou digital, Mostra de Vídeo Universitário de Goiânia Sílvio Bragato, debates com diretores, palestras, oficinas, exposição fotográfica in-memoriam Sílvio Bragato e Festivalzinho, com grade de programação de filmes para crianças.


A Mostra Competitiva será realizada de 05 à 09 de novembro, no Cinema Lumiére, sempre às 20h30 . Serão exibidos cinco longas e dez curtas, sendo cinco pré-selecionados e cinco produzidos por meio de edital específico do 1 ºFestcine.


Os filmes que serão exibidos nas Mostras Competitivas, em 35mm ou digital, curtas goianos e os vídeos universitários serão selecionados por comissões de pré- seleção compostas por personalidades, de acordo com regulamento. As inscrições estarão abertas de 10 de julho a 10 de setembro.


Ficha técnica

A produtora executiva é Debora Tôrres e o coordenador-geral, Doracino Naves. Diretor-financeiro, Wilson Ribeiro; diretor de produção, Jorge Leal; curadoria, Gérson dos Santos; coordenador do júri, Miguel Jorge; programação visual, Hamilton Carneiro; tráfego de filmes, Álvaro Sabra.

Fazem parte da comissão consultiva: Lázaro Neves, presidente da ABD-Go, Eládio de Sá Garcia Telles, presidente da AGCV, Sandro de Oliveira, Mostra de Vídeo Universitário e Antônio da Mata, diretor do Museu de Arte de Goiânia.






Serviço:


Solenidade de lançamento, 22 de junho, às 18h

Paço Municipal (Avenida do Cerrado, 999, Parque Lozandes)

Pré-estréia do filme Cabra Cega, de Toni Venturi, no Cine Lumiére, Araguaia Shopping, às 21h

exposição de cartazes cinematográficos da Vera Cruz e coquetel no saguão

Informações: 55-62 524-1755/ 524-1712

12.6.05

Grupo TAPA realiza Workshop Teatral de Inverno

O objetivo ampliar as possibilidades de desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes, estimulando a percepção, a comunicação e o auto-conhecimento a partir de exercícios teatrais de sensibilização e de expressão individual e coletiva.



É especialmente recomendada para estudantes e profissionais, atores e não atores, interessados em estimular seu lado criativo, valorizando a subjetividade e o aspecto emocional das relações humanas.



O Workshop Teatral de Inverno do Grupo TAPA será realizado na Rua da Consolação, 847, no Teatro do Instituto Intercultural nos dias 18 de junho ou 25 de junho, telefone (011)3257-1757.

Turma 1: 18 de junho, sábado, das 9:00 às 17:30
Turma 2: 25 de junho, sábado, das 9:00 às 17:30
Vagas: 30 para cada turma
Informações para a Imprensa:





Profissionais responsáveis pelo Workshop de Inverno:



-Paulo Marcos, Ator e diretor do Grupo TAPA há dez anos. Realizou sua pós-graduação em Arte Integrativa. É professor e coordenador do Curso Superior de Teatro da Universidade Anhembi Morumbi e da Oficina de Teatro do Grupo TAPA.



-Sandra Corveloni, Atriz e diretora do Grupo TAPA há dez anos, professora do Teatro Escola Macunaíma e da Oficina de Teatro do Grupo TAPA.



O Grupo TAPA é uma das mais respeitadas referências do teatro paulista e brasileiro. Coleciona praticamente todos os prêmios teatrais brasileiros, mais de 63, entre os quais: Moliére, SHELL, Mambembe/Funarte, APCA, APETESP, Governador do Estado.

9.6.05

Curso de Streap Tease para Mulheres Obesas

Mulheres obesas aprendem a arte do Streap- Tease

Evento acontece um dia antes do “Dia dos Namorados”

Geralmente, mulheres muito obesas, que possuem o perfil para a cirurgia de obesidade, podem apresentar auto-estima baixa e, conseqüentemente, problemas no relacionamento com seus parceiros.

Pensando nesta questão, a clínica Gastro Obeso Center, dirigida pelo gastroenterologista Dr. Almino Cardoso Ramos, oferece às suas pacientes, gratuitamente, no dia 11 de junho, às 15h, o curso “Streap Tease, a arte da sedução”, coordenado pela personal sex trainer Fátima Moura.

“Trabalhamos multidisciplinarmente nossas pacientes que, além de gastroenterologistas e cirurgiões de obesidade, encontram aqui psicólogas, nutricionistas, preparadores físicos, entre outros profissionais. Pensando na questão da melhoria contínua da qualidade de vida delas, resolvemos presentear nossas pacientes com algo que, certamente, será de muito proveito para a auto-estima e para o relacionamento com os seus parceiros: o curso de Streap-Tease”, afirma Dra. Manoela Galvão, diretora da clínica. Segundo ela, o evento acontece um dia antes do “Dia dos Namorados” para que elas possam curtir esse dia de forma plena e feliz.

Entre os tópicos a serem abordados estão: A história do Strip-Tease, Como se preparar para esta arte, A importância da auto-estima, Preparação do ambiente, As técnicas usadas, Como colocar o Strip-Tease para o parceiro com sucesso. Mais informações: (11) 3211-1200.

Serviço:
O que. Curso de Streap-Tease para mulheres obesas
Idealização. Clínica Gastro Obeso Center
Quando. Dia 11 de junho, às 15h
Quanto. Gratuito, mediante inscrição prévia (11) 3211-1200
Onde. Anfiteatro do Hotel Saint Charbel. R. Barata Ribeiro, 205 (Bela Vista, São Paulo)

7.6.05

Crisotila Brasil avalia erros de informação no filme ”Asbestos, a Slow Death” apresentado no VII FICA

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) incluiu na seleção de filmes concorrentes deste ano o documentário de produção francesa de média metragem “Asbestos, a Slow Death” que, entre outras distorções de informações, baseia-se em uma realidade do passado e nas experiências da Europa e Estados Unidos, que não se aplicam ao Brasil.

Diante do fato deste documentário induzir a um falso posicionamento sobre o amianto crisotila de todo o público-alvo do VII FICA, o Crisotila Brasil, que é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), criado para ser um centro de excelência, líder do conhecimento e divulgação para sociedade do uso controlado do amianto crisotila, repassa a Imprensa, informações e subsídios técnico-científicos que explicam as questões abordadas pelo documentário, que claramente se apresenta como mais uma tentativa de avanço do lobby pró-banimento do amianto no Brasil.

Além disso, o Crisotila Brasil informa que o uso do amianto no Brasil não é uma questão de saúde pública e não deve ser uma decisão política nem jurídica, mas estar baseado em informações técnico-científicas. Com o objetivo de trazer o debate para esse nível, o Crisotila Brasil fez contatos com entidades como a Escola Paulista de Medicina, a Fundacentro, a Fiocruz e a Unicamp, no sentido de viabilizar uma ampla pesquisa epidemiológica para esclarecer definitivamente quais os impactos que o emprego dos produtos com amianto em sua composição – em especial telhas e caixas d’água – têm na saúde das pessoas.

Representando, assim, interesses dos governos, trabalhadores e empresários da cadeia do amianto crisotila brasileira, e objetivando a continuidade do uso controlado do amianto crisotila, por meio de uma competente Política Nacional, o Crisotila Brasil está à disposição para oferecer todas as informações de interesse da imprensa.

Tudo que você precisa saber sobre o amianto crisotila

1. As fibras de amianto estão presentes em dois terços da crosta terrestre de todos os continentes, permeando rios e lagos.

2. Atualmente mais de 150 países fabricam, comercializam ou utilizam produtos com amianto crisotila. Mais de 90% da produção mundial do crisotila é usado na manufatura do cimento amianto, em tubulações, telhas e caixas d’água.

3. Mais de 50% das casas brasileiras são cobertas com telhas de cimento amianto.
4. No Brasil, a cadeia produtiva do amianto crisotila não oferece riscos aos trabalhadores nem ao meio ambiente porque é regulamentada por uma rígida legislação e um eficiente sistema de controle.

5. A mineração e o setor de cimento amianto possuem um acordo junto aos sindicatos, que elegem comissões de fábricas para fiscalizar os ambientes de trabalho e estabelecem limites de exposição nas fábricas vinte vezes menores do que o estabelecido na legislação brasileira. O amianto crisotila só causaria problemas a saúde se não fosse utilizado de forma controlada e responsável ocupacionalmente.

6. A SAMA, instalada no município goiano de Minaçu, é a única mineradora de amianto crisotila no mundo que tem certificação ISO 14001 – Gestão Ambiental.

7. Não existe relato na literatura médica científica de que a população em geral tenha sofrido problemas respiratórios relativos ao amianto crisotila, pois o amianto é uma fibra natural.

8. Nas discussões envolvendo amianto e saúde, deve-se enfatizar que não existe comprovação científica de que ele possa provocar doenças, a não ser que se inalado por longos períodos e elevadas concentrações, isto é, em doses significativas.

9. Quanto à saúde ocupacional, a partir dos anos 80, as possibilidades de desenvolvimento de doenças ocupacionais, relacionadas ao amianto crisotila, foram eliminadas por completo em decorrência da implementação do despoeiramento e das melhorias ocorridas nos controles das indústrias que beneficiam ou utilizam a crisotila.

10. Várias indústrias brasileiras que utilizam o amianto como matéria prima incentivam o aprofundamento de pesquisas já existentes e a realização de novos estudos sobre os impactos das fibras de amianto crisotila na saúde humana. A Universidade de São Paulo (USP), a Universidade de Campinas (UNICAMP) e a Fundação Osvaldo Cruz (FIOCRUZ) já manifestaram a intenção de participar do estudo. A participação da Fundacentro nas pesquisas também está sendo negociada pelo Instituto Brasileiro do Crisotila.


Sirlene Milhomem
Oficina de Comunicação
(62) 99762872

Paula Lunna
(62) 8415.8601

5.6.05

Vencedores do 7º FICA

A sétima edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental realizada na cidade de Goiás, de 31 de maio a 5 de junho, anunciou os premiados no sábado, dia 4 de junho.

Mort Lente Amiante, de Sylvie Deleule foi o grande vencedor. O trabalho aborda o uso do amianto, que apesar de proibido na Europa e banido da países desenvolvidos, ainda é industrializado no Brasil, pela Sama, na cidade de Minaçu, em Goiás. A força do tema polêmico do documentário foi o critério mais forte para sua premiação.

O trabalho apresenta o depoimento do deputado federal Ronaldo Caiado, por Goiás, que admite ter recebido cem mil reais da Sama para sua campanha. Nos bastidores, um telefone do político reclamando da exibição do filme e um release, aos jornalistas, contestando as informações sobre o perigo à saúde atraiu a atenção da imprensa nacional e internacional da cobertura do evento.

As críticas ao filme, e uma suposta ameaça a sua retirada da programação serviram para promover "Mort Lente Amiante". Antes, o trabalho havia passado discretamente por sua linguagem convencional e seu discurso limitado, tipo "bem-feitinho". Venceu o politicamente correto. Ficou a questão: documentar não é uma arte?


Confira a lista completa:

Troféu Cora Coralina – Mort Lente Amiante – Sylvie Deleule
Troféu Carmo Bernardes – Estamira – Marcos Prado
Troféu Jesco Von Puttkamer – Bhopal: The Search of Justice – Lindalee Tracey & Peter Raymont
Troféu Acari Passos – Umbrella – Nandita Das
Troféu Bernardo Elis – Thirsty Planet / Water of Discord – Arno Hefner
Troféu José Petrillo – Concerto da Cidade – Lorival Belém
Troféu João Bennio – Icologia – Ângelo Lima
Troféu Júri Popular Luiz Gonzaga Soares – Estamira – Marcos Prado
Troféu Imprensa – Estamira – Marcos Prado
Os vencedores da Mostra ABD Goiás foram:
O ganhador de Melhor Filme ficou com a ficção O BILHETE do diretor Robney Bruno, que também ganhou o Prêmio de Melhor Diretor. Também foram premiados:

A Verdade Marcada para Morrer – João Novaes
Musculatura – Érico Rassi
Anjo Alecrim – Viviane Louise
Banzo – Paulo Caetano
Fogaréu Procissão de Fé e Folclore – Eudóxia Pereira e Waldemar Júnior
Dolores – Fábio Meira
A Grande Vila Boa – Gel Messias
Icologia – Ângelo Lima



O total de R$ 240.000,00 em prêmios foi distribuido nas seguintes categorias:


Troféu Cora Coralina – R$ 50.000,00 – Filme de maior destaque do festival
Troféu Carmo Bernardes – R$ 35.000,00 – Melhor curta-metragem
Troféu Jesco Von Puttkamer – R$ 25.000,00 – Melhor Média – Metragem
Troféu Acari Passos – R$ 25.000,00 – Melhor Curta-Metragem
Troféu Bernardo Elis – R$ 25.000,00 – Melhor Série Ambiental de TV
Troféu José Petrillo – R$ 40.000,00 – Melhor Produção Goiana
Troféu João Bennio – R$ 40.000,00 – Melhor Produção Goiana
Troféu Júri Popular Luiz Gonzaga Soares – não tem premiação em dinheiro
Troféu Imprensa - não tem premiação em dinheiro

4.6.05

Tecnologia Social

Mariana Hansen

As inscrições para o 3º Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2005 já estão abertas e vão até 30 de junho. Esta edição conta com a parceria da Petrobras e apoio institucional da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O montante de R$ 50 mil será entregue às oito tecnologias sociais premiadas: cinco de instituições sem fins lucrativos, uma de empresas, além de dois prêmios especiais para melhor tecnologia voltada aos direitos da criança e do adolescente e outra para gestão de recursos hídricos.

O prêmio pretende ser, na verdade, um instrumento de estímulo, apoio, difusão e reaplicação de tecnologias que apresentem respostas efetivas e inovadoras nas áreas de alimentação, educação, recursos hídricos, energia, habitação, renda, saúde e meio ambiente. O seu objetivo é identificar, certificar, selecionar, premiar e promover as tecnologias sociais voltadas para comunidades que vivam em situação de risco ou exclusão social.

Podem participar instituições legalmente constituídas no país, de direito público ou privado, sem ou com fins lucrativos, desde que desenvolvam soluções efetivas de transformação social. Só poderão se candidatar à premisação tecnologias já aplicadas, com resultados comprovados e que não tenham fins comerciais.Concorrentes de edições anteriores também podem se inscrever, desde que não tenham sido finalistas ou recebido apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil em nenhuma de suas etapas.

Para esta edição, segundo o assessor da diretoria de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil, Rogério Miziara, "a expectativa é atingirmos a marca de 600 inscrições. Não há um número mínimo para certificação, mas a experiência das outras edições nos leva a crer que, no mínimo, 100 delas serão certificadas. Esperamos ter tecnologias inovadoras e efetivas para divulgarmos e reaplicarmos a partir do segundo semestre deste ano". Para ele, o prêmio tem demonstrado um grande progresso desde a primeira edição, e o número de inscrições, segundo o assessor, já comprova a confiança que as instituições têm no processo desenvolvido pela Fundação Banco do Brasil.

A seleção das tecnologias acontecerá em três etapas. A primeira é a de certificação, da qual todas as tecnologias inscritas participam. Aquelas que forem certificadas passam a compor o Banco de Tecnologias Sociais – principal ferramenta de disponibilização, disseminação e fomento à reaplicação das tecnologias cadastradas – e concorrem à premiação. A segunda é a de seleção.

Nesta etapaas tecnologias certificadas recebem pontuação correspondente ao seu mérito, efetividade e resultado alcançado. A partir daí, até 40 delas são selecionadas para fase final, sendo cerca de 35 originárias de instituições sem fins lucrativos e cinco, de empresas socialmente responsáveis. A terceira e última fase é a de julgamento, quando as finalistas serão analisadas segundo critérios como inovação, exemplaridade, transformação social e potencial de reaplicabilidade. As tecnologias com maiores totais de pontos serão declaradas vencedoras.

Cada etapa terá a divulgação dos resultados de maneira específica. Na de certificação, o resultado será comunicado à instituição imediatamente após a deliberação do Comitê de Desenvolvimento Social da Fundação Banco do Brasil. Na fase de seleção, a comunicação será feita logo após a conclusão dos trabalhos, por meio de instrumento específico enviado diretamente aos representantes das finalistas. A divulgação das oito tecnologias vencedoras da edição 2005, assim como a entrega dos prêmios em dinheiro, será feita durante uma cerimônia de premiação no dia 24 de novembro.

As inscrições podem ser feitas exclusivamente pela internet, em www.tecnologiasocial.org.br, até o dia 30 de junho. Os anexos não-eletrônicos como fotos, vídeos, matérias jornalísticas etc., deverm ser encaminhados à Fundação, identificados com o número atribuído no ato da inscrição eletrônica, para o seguinte endereço: Fundação Banco do Brasil, Prêmio Tecnologia Social, SCN, quadra 1, bloco A, Edifício Number One, 10 º andar, Cep 70711-900, Brasília (DF). Na mesma página da inscrição está disponível o regulamento desta edição do Prêmio.

"Esta terceira edição foi muito aguardada pelas instituições e já temos um grande número de pessoas cadastradas no site para enviarem suas inscrições. Hoje, estamos com 468 pessoas cadastradas e a experiência anterior nos demonstrou que este número cresce muito quando o período de inscrições chega próximo ao final", arremata Rogério.

2.6.05

Teatro mineiro na luta contra a Aids


O Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc/MG) colocará mensagens de prevenção ao HIV/AIDS antes de cada espetáculo no Estado.



No dia 7 de junho de 2005, os melhores espetáculos de teatro e dança em 2004 no Estado de Minas Gerais serão homenageados pelo 2o Prêmio Usiminas/Sinparc, em cerimônia no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Mas a grande beneficiada será a campanha de prevenção ao HIV/AIDS, que ganha um forte aliado: a classe artística mineira. Nas próximas semanas, todas as peças produzidas por associados do Sinparc/MG apresentarão uma mensagem sobre a prevenção.

"É nosso dever, como formadores de opinião, pelo contato que temos com público, entrar nesta briga, que já vitimou inclusive muitos colegas nossos", diz Rômulo Duque, presidente do Sinparc/MG.


O 2o Prêmio Usiminas/Sinparc será entregue às melhores peças de Teatro Adulto, Infantil e Dança, em diversas categorias. Os vencedores de melhores espetáculos das três categorias receberão também um prêmio de R$10 mil, para apresentar as peças no maior número possível de cidades do interior mineiro. Este valor é possível devido a uma parceria com o BDMG Cultural.



Informações: www.sinparc.com.br

1.6.05

Empório Sebrae estimula comercialização de produtos culturais

Débora Leão


O Sebrae em Goiás promove o II Empório Sebrae – Fica de Cinema e Vídeo na Cidade de Goiás’, de 1º a 5 de junho. O evento reúne uma feira de produtos e serviços audiovisuais, duas salas de projeção para mostras de vídeos, uma sala para oficinas, debates e palestras, duas salas para reuniões de negócios, um palco para apresentações culturais, além do empório café e sala vip.

O II Empório Sebrae – Fica vai proporcionar consultorias internacionais, comercialização de produtos culturais como obras diretas, promoção de intercâmbio entre distribuidores e representantes nacionais e internacionais.
O
O superintendente do Sebrae em Goiás, Gilvane Felipe, destaca que o II Empório Sebrae - Fica de Cinema e Vídeo é mais uma das conquistas para os realizadores goianos de atividades audiovisuais. Isso porque cria oportunidades de negócios, que poderão gerar parcerias e alianças estratégicas, colaborando assim, com o desenvolvimento econômico, cultural e social.

Na feira do audiovisual, entidades locais e nacionais, empresas, instituições de ensino superior e empreendedores do audiovisual, serão contemplados em 34 estandes, onde poderão realizar negócios, ofertar produtos e serviços.

Na sala Nars Chaul serão realizadas oficinas e palestras abertas ao público, com consultores nacionais e internacionais.

A programação de mostras de vídeos está dividida em duas salas de projeção. Na sala Fifi Cunha, será exibido a mostra de documentários do DOC TV Brasil I – Brasil Imaginário e programa DOC TV Goyaz. Já na sala Silvio Bragatto, serão exibidos Mostra Trash, Mostra Goiás é Bom Demais, Mostra de Anima-Goiás, Mostra Sebrae 30. Apresentações musicais movimentarão o café empório, um espaço de convivência, que oferece um palco cultural dentro do empório.

Na Mostra Paralela do DOC TV, serão projetados os 26 documentários que fizeram parte da Série Brasil Imaginário, fruto do DOC TV Brasil I. Haverá ainda uma mesa de discussão com o tema ‘DOC TV um paradigma para a produção de documentários no Brasil’, com a presença dos coordenadores nacionais do projeto DOC TV, Mário Borgneth e Paulo Alcoforado, além do jornalista Washington Novaes.

Também haverá a pré-estréia do documentário goiano vencedor do concurso DOC TV Brasil II, Santa Dica – de Guerra e Fé, do jornalista Márcio Venício Nunes, no Cine Teatro São Joaquim, dia 4 de junho, às 16h.

Participam da realização do evento o governo de Goiás, por meio das Agências de Cultura (Agepel) e Comunicação (Agecom), o Fórum de Entidades Empresariais, Associação Goiana de Cinema e Vídeo, Associação Brasileira de Produtores Independentes de TV, Doc-TV Goyaz, Ministério da Cultura, TV Brasil Central e Associação Brasileira de Documentaristas.

O II Empório conta com apoio do Senac, Cinema BR em Movimento, Brasil Central Film Comission, UFG, UCG, UEG, Fasam, Unip, Faculdade Cambury, Faculdades Alfa, Faculdade Araguaia, Faculdade Ávila, Secretaria de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Educação, Agência Goiana de Turismo e Agência Ambiental, além das empresas Idéia Cultural, Monstro Discos, Taquinho Produções, Cara Vídeo, Mix Produções, Comtec, DOX produções, Mandra Filmes e Makro Vídeo.

programção de fôlego

Durante os cinco dias do evento, serão realizadas 152 atividades sendo, nove mostras, exibição de mais de 130 filmes de 23 estados, cinco oficinas, sete palestras, Feira de Produtos e Serviços, shows culturais, três consultores internacionais, vindos da Índia, Estados Unidos e Inglaterra.