Blog Toques & Dicas da eNT www.nadiatimm.com

Blog Toques & Dicas, seção da Revista Eletrônica Nádia Timm - eNT

27.11.04

GUERRILHA DO ARAGUAIA (você tem noção da importância histórica desta luta?)



Uma Audiência pública da Comissão de Educação vai debater a importância histórica do maior confronto armado no Brasil, depois da segunda guerra mundial.

A Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados realiza no dia 1º de dezembro, às 11h, audiência pública que vai tratar da Guerrilha do Araguaia. De autoria da deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA), a audiência tem por objetivo resgatar aspectos da história do país que durante muito tempo foram ignorados ou deturpados pela historiografia oficial.

Durante a sessão, os parlamentares terão a oportunidade de assistir à demo do filme "Araguaya - Conspiração do Silêncio", baseado em extensa pesquisa empreendida pelo cineasta Ronaldo Duque.

O longa metragem, que em breve chegará ao circuito nacional, foi o primeiro a mostrar o que foi a resistência armada contra a ditadura militar, num episódio marcante de nossa história contemporânea. Antes dos debates com pesquisadores, familiares dos guerrilheiros e entidades ligadas à luta dos direitos humanos, será exibido ainda o documentário "Expedição Antígona", que mostra o trabalho da Comissão de Direitos Humanos na identificação de corpos na região que serviu de palco para a guerrilha.

Foram convidados a participar, além do cineasta Ronaldo Duque, a jornalista Myrian Alves, pesquisadora e dirigente da operação Antígona, Renato Rabelo, Presidente do PCdoB, José Genoíno, Presidente do PT e ex-guerrilheiro do Araguaia, Miquéas Gomes de Almeida (Zezinho do Araguaia), ex-guerrilheiro do Araguaia, Dr. João Luiz Duboc Pinaud, ex-Presidente da Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, o Professor Romualdo Pessoa Campos Filho, autor do livro “Guerrilha do Araguaia: a esquerda em armas”, José Edísio Simões Souto, Presidente da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB, parlamentares e representantes do Tortura Nunca Mais.

Para Alice Portugal, iniciativas assim são um dever para com as novas gerações. "É preciso que os nossos jovens tenham consciência e respeitem a luta heróica travada no país contra a repressão e pela construção da democracia", afirmou. Ela acredita que o debate servirá ainda para refletir sobre a necessidade da abertura dos arquivos da repressão.

A deputada é autora do projeto que revoga integralmente o decreto de Fernando Henrique Cardoso sobre o sigilo de documentos públicos, considerado por ela uma excrescência política. O decreto promulgado pelo ex-presidente três dias antes do fim de seu mandato dobrou os prazos mínimos de sigilo obrigatório para os documentos de Estado e criou a figura do “sigilo eterno” para os documentos ultra-secretos, permitindo que fatos da história do país nunca venham a ser conhecidos.

A audiência pública será realizada no Plenário 10 do Anexo II da Câmara dos Deputados.